Com afeanas, Brasil faz amistoso com a França em Lyon

Leia mais!

Vôlei de Araraquara recebe o Sesi/SP pela Superliga

Leia mais!

Atleta de Araraquara fica em 1º lugar no Triathlon de Pirassununga

Leia mais!

São Paulo aposta em mística do Morumbi para ir à final da Sul-Americana

Leia mais!

Cruzeiro e Atlético-MG decidem a Copa do Brasil

Leia mais!

Basquete de Araraquara vai às quartas-de-final dos Jogos Abertos

Leia mais!





Sessão de Câmara - Ao Vivo


Tabela MF
Sim!News - FURP de Américo Brasiliense terá modelo de PPP
Cidade
FURP de Américo Brasiliense terá modelo de PPP
Edital com normas para concessão já foi divulgado. Investimentos devem atingir R$ 360 mi
Por Redação
Data: 12/03/2013 19:14:47
A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo divulgou na tarde desta terça-feira (12), detalhes sobre o projeto de Parceria Público-Privada (PPP) para a Fundação para o Remédio Popular (FURP).

Segundo o presidente do Conselho Gestor das PPPs, o vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), a parceria inaugurará um novo modelo de gestão para a FURP na unidade de Américo Brasiliense.

O edital da parceria já foi publicado e contempla obras para adequação e melhoria da infraestrutura existente, equipagem, operação, manutenção e gestão da unidade da FURP de Américo Brasiliense, além do fornecimento de bens e obtenção de registros de medicamentos genéricos à Fundação. Ao todo, a unidade deve receber investimentos de R$ 362 milhões para um contrato de Concessão Administrativa de 30 anos, cuja Concorrência Internacional também já foi publicada.

Na semana passada, foi realizada uma audiência pública para debater a PPP, mas a proposta está longe do consenso. O deputado estadual Edinho Silva (PT) afirmou que o caso da FURP de Américo Brasiliense “é um exemplo típico de falta de planejamento do estado de São Paulo”. Edinho lembra que “concursos públicos foram realizados e trabalhadoras e trabalhadores aguardam o emprego. Agora a unidade será entregue para a iniciativa privada e os concursados não serão contratados”.

Imagens


Compartilhe: