Cirurgia de jogadora de vôlei de Araraquara é bem sucedida

Leia mais!

Categorias de base da Ferroviária fazem três jogos em casa neste sábado

Leia mais!

Meninas do futsal de Araraquara jogam em casa pelo Paulista Principal

Leia mais!

Araraquara sedia campeonato nacional de Bumerangue

Leia mais!

Para não ser lanterna em seu centenário, Palmeiras pega o Coritiba

Leia mais!

Ferroviária deve repetir escalação no jogo de domingo

Leia mais!





Sessão de Câmara - Ao Vivo


Tabela MF
Sim!News - FURP de Américo Brasiliense terá modelo de PPP
Cidade
FURP de Américo Brasiliense terá modelo de PPP
Edital com normas para concessão já foi divulgado. Investimentos devem atingir R$ 360 mi
Por Redação
Data: 12/03/2013 19:14:47
A Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo divulgou na tarde desta terça-feira (12), detalhes sobre o projeto de Parceria Público-Privada (PPP) para a Fundação para o Remédio Popular (FURP).

Segundo o presidente do Conselho Gestor das PPPs, o vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), a parceria inaugurará um novo modelo de gestão para a FURP na unidade de Américo Brasiliense.

O edital da parceria já foi publicado e contempla obras para adequação e melhoria da infraestrutura existente, equipagem, operação, manutenção e gestão da unidade da FURP de Américo Brasiliense, além do fornecimento de bens e obtenção de registros de medicamentos genéricos à Fundação. Ao todo, a unidade deve receber investimentos de R$ 362 milhões para um contrato de Concessão Administrativa de 30 anos, cuja Concorrência Internacional também já foi publicada.

Na semana passada, foi realizada uma audiência pública para debater a PPP, mas a proposta está longe do consenso. O deputado estadual Edinho Silva (PT) afirmou que o caso da FURP de Américo Brasiliense “é um exemplo típico de falta de planejamento do estado de São Paulo”. Edinho lembra que “concursos públicos foram realizados e trabalhadoras e trabalhadores aguardam o emprego. Agora a unidade será entregue para a iniciativa privada e os concursados não serão contratados”.

Imagens


Compartilhe: